COISAS DE HOMEM E MULHER ANTIGA.



HOMEM ANTIGO.

-É  aquele que tentava enganar as virgens da década 60 dizendo que “ia colocar só a cabecinha”. E elas acreditavam!!!

-Só quer saber de sexo anal
                                                                       

-Sujeito que usa prendedor de madrepérola no meio da gravata e preso na camisa.

-Se encharcar de perfume.



-Usa cueca de algodão, samba-canção e de botões.

-Usa meia branca com sapato preto.

-Querer ser mais bonito, gostoso e interessante que a mulher.



-Faz sexo sem tirar as meias.

-Só faz meio-sexo , ou seja, resolve o problema dele e deixa a mulher perguntando: Já?

-E aquele que fica aborrecido por não encontrar mais Gumex nas farmácias.


 -Passar limão nas axilas contra os odores naturais.

-Enfiar o dedo no nariz e dar uma coçadinha no saco em qualquer lugar.

-Roer as unhas ao invés de tratá-las.


MULHER ANTIGA.

-Aquela que acreditava que o homem ia colocar "só a cabecinha".

                                                   
-A mulher que se ele vai querer a cervejinha agora ou depois.

-Mulher que ainda usa a palavra :Paquete.

-Faz massa de macarrão em casa.


-Deixa o marido ver ela dentro do banheiro.
                                                                       
                                                                   

-Exige fazer sexo só no escuro.
                                                               

-Tem horror de dormir agarradinha.

                                                                     

-Só admite "Papai e mamãe".
                                                                     


POSSO FAZER????????


 Os seres humanos, animados pela razão e metidinhos a diferentes dos outros animais e seres vivos, complicam por mera tentativa de pensar poderem ser diferentes de um touro no cio, quando o negócio é prazer orgástico que embeleza a pele, faz a gente rir à toa e,até esquecer as dívidas.

Quer que eu minta?
Afinal,dois corpos na chamada alcova do amor, se encontram e se enroscam por tato, calor, odor, desejos insanos, vontades jamais reveladas e fantasias incomuns.
Por ser irracional e instintiva, a prática desta saborosa brincadeira de gente grande, difere de uma leitura de um texto complexo de Shakespeare ou dos estudos infindáveis quanto à origem do um universo e suas quilométricas fórmulas explicativas.
Um tédio alcoólico!

A razão? Ora,uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa!
Quando um casal ainda nutre receios, medos, inabilidades ou mutuas desconfianças quantos aos seus verdadeiros desejos sexuais e, se os consideram proibidos,o melhor será ver a novela das nove, pedir uma pizza e se empanturrar de gordura ou simplesmente, esquecer das necessidades do corpo erótico e ficar correndo feito um maluco duas a três horas pela manhã, à tarde e à noite!
Tenha paciência!


Não devemos chegar ao ponto de acharmos que Kama Sutra com aquelas suas infinitas posições, deve ser nossa meta de prazeres, pois, a desatrada prática da maioria delas nos arremessaria para uma UTI de um hospital ortopédico.
Sexo não tem escola!
Quer coisa mais sem graça do que essa história de ficar perguntando se pode isso ou se pode aquilo, durante o calor de uma relação popularmente chamada de sexual?
Tem cabimento, ficar perdendo tempo em ficar perguntando se gosta assim ou assado, ou mais ou menos apimentado? Afinal lugar disso é na cozinha.
Será que me fiz entender?
Quando se impõe muitos protocolos nesta hora e os excessos de gentilezas adormecem a verdadeira fúria animal latente em cada um de nós, fica parecendo que fazer sexo é estar comendo escargot naquele restaurante finérrimo, chatérrimo com aqueles alicates indesejáveis e que, sempre deixam escapar para fora do prato o miserável do caramujo.
Uma pergunta deve ser excluída da sua boca, na hora do rala e rola e a tal do: Posso fazer?
Coisa de gente amadora. Fala sério!
Vai fazendo, pega de surpresa, dá a entender que vai por aqui e, na verdade, vai por lá,bota fé que vai ser ótimo e ela terá razões para dezenas de múltiplos orgasmos com a sua inventividade e destreza inegáveis.Deixa por conta dos hormônios, não tenta complicar.
Afinal se você não sabe brincar, não desce para o play.
Pode fazer tudo, pode querer tudo, é possível tentar tudo, deve-se enrolar e bater tudo junto e bem misturado.
É assim que o bolo cresce.
Eu disse o bolo? Quer dizer...
Mas lembre-se:

Nunca mais,pergunte esta bobagem. 
Combinado?